POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

terça-feira, dezembro 01, 2009


Um dia algures eu julgo que ela se perdeu e demorei a encontrar. hoje eu já aprendi a segurar a minha propria alma. Então eu ja posso segurar a de outro alguem.


Ontem eu encontrei a felicidade. Escondida em ti, na tua alma, que feita nuvem voava pelo horizonte. Usei-me de sua sombra para descansar e quando acordei, eu tinha tido um sonho. sonhei que te encontrei e que ias ficar comigo... Acordei e soube que afinal não era sonho, mas sim a realidade. adormeci de olhos abertos e agora fecho-os para te beijar. Beijo a tua que aqui tão perto a estou a sentir...
o meu interior nem eu nem ninguem o sabe entender tão bem como devia ser entendido


*sou folha caindo em epoca de outono, sou folha que cai na superficie de um lago e é levada pelo vento ao acaso

Por Alexandre ferreira

0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL