POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

domingo, novembro 22, 2009

TU ÉS A BRISA E EU SOU O VENTO




Olho este mar encantador
Que Reflecte a luz do luar
Ilumina solto em silêncio
Ondulas vontades de amar
Teu inicio de tempestade
Prende, oprime o pensamento
Acolhe o meu sorriso feliz
Vim para o partilhar contigo
vim dizer olá, ser teu amigo
Sou aquele que nada tem a temer
Que te admira a qualquer hora
Partilha contigo o momento
Mar tu és brisa e eu sou vento.

A.F.
07-04-08




0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL