POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

domingo, fevereiro 03, 2008

Sonhos


SONHOS


De onde venho? - De lado algum!

Estou num sonho... Deitado no escuro

Desenho no céu as estrelas mais brilhantes

Escolho uma e apontando o dedo eu escrevo

Escrevo uma para mensagem ti! - A última que te envio

È um SOS que vou desenhar, bem grande ele vai lá estar

Poderá ser visto da terra e de todos os lugares

Por ti meu anjo e por todos os outros anjos do mundo

Depois adormeço e vou sonhar...Sabes amor!

Quero ter um sonho para contar

Conto do dia em que sonhando te beijei

Do dia em que descobri que eras tu

Do dia em que te abri meu coração

Do dia em que te procurei e encontrei

Do dia em que te foste e eu gritei

Não te vás! Porque sonho ao acordar te ver

Sonho contigo, quero, desejo ser só teu

Se lá não estás eu não acordo

Não se nele não vives! Eu morro

Vagueio no espaço, no teu espaço vedado

No meu desejo de te amar não imagino acordar sem ti.

Esta noite olha para o céu! Olha para trás,

Olha para mim

Uma ultima vez
Poema de Alexandre ferreira

0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL