POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Conquistador

CONQUISTADOR
Quando o amor se vai
O dia se apaga com o por-do-sol
A noite vem.
É proverbio antigo
Se faz silencio na rua deserta
Hás-de voltar! Aguardo o momento
Ia sair, mas hoje não vou!
Repouso
Prolongam-se as noites de insonias
Sei que tu vens por aquela janela
Momento lindo a que quero assitir
Nada me vai demover do momento
Tua chegada está prestes, bate coração!
Ansear tu podes!
Mas mantem o sorriso
Espera, sê paciente.
Entra sem pé-aviso
BATE CORAÇÃO!
Sorri, para de sofrer
Mas não a deixes partir sem nada dizer
Essa mulher te encanta, e te faz sorrir
Hoje tens de lhe dizer antes dela partir
Não te acanhes!
Sê forte que não doi
Atrasas-te com receios e já ela se foi
Um olá como estás?
É boa educação...
Um suspiro, um sorriso, fixa o olhar
Fala-lhe de amor, mas deixa-a respirar
Porque nem sempre existem respostas
Que a tão curto prazo, alguém possa dar
Descontrai, acredita, ela já te percebeu
Ficou um pouco aflita?
Nem te respondeu?
Mas ela ao desligar, irá sorrir se gostou...
Aposta que ganhaste!
Se saiu sem te falar
O amor é assim.
Vai por mim! Acredita...
Que se gosta!
Ela volta e vai-te conquistar.
Alexandre Ferreira
09.01.2008


0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL