POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

quarta-feira, janeiro 29, 2014

Respostas do tempo

Respostas do tempo




Procurei-te por todo lado
Até debaixo das pedras eu te procurei
Acabei desgastado, mesmo sem resultado
Vou continuar e levar a procura a cabo
Pressistência é minha sina, nasci assim
Espero que o malfadado tempo me compense
Uma resposta positiva ele tenha para mim
Porque pressistência no amor é comigo...
Chegou a noite e ainda estou sozinho
Um novo dia chegou e nada de novo acontece
Sou pressisntente! Cada um tem o que merece
Vagueio entre portos e novos conhecimentos
Sinto o teu cheiro por perto mas escondido
Bate mais forte o meu coração defraldado
Sou presistente e ainda não fui compensado
Mas a saudade do pssado, ainda mexe comigo
As portas fechadas atrás ensinam o presente
Desconheço, tenho medo do desfecho eminente
Mas estou aqui sinto que estou na tua mente
sem ser compensado.



A.F.

0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL