POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

domingo, agosto 19, 2012

SEREI?



Sou de mais valor que outros!
Cada um sabe e decide por si. 
Ser o mais feliz neste mundo! 
Sem: nunca ser superior a ti 
Como se mede toda felicidade?
 - Há casos chamados de dor - 
Como será medido esse valor? 
Há coração que morreu enganado 
Cabeça perdida - por ilusões - 
Há promessa que devemos evitar 
Contradizendo os ensinamentos 
Escutar sempre nossos corações.
 - Então - Já escutaste o teu? 
Se queres ser feliz como eu; 
Não te compares com ninguém 
Cada um; - é igual ao que tem 
Vergonha é feita de comparação 
Ninguém foi feito por si mesmo! 
Muito menos nos fazemos há mão.

 A.F. 

 19.08.2012

0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL