POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

terça-feira, março 15, 2011

Mentiras



É na hora das verdades
que mentira perde a graça
inalar felicidade! Desgraça
quando a mentira nos trai
a ingenuidade nos abraça
Por mais verdade que pareça 
veritás! Eu serei carrasco!
Mas pela verdade, o que faço?
é só para quem tem coragem
Ver denegrida sua imagem
por algo que não quer perder
enganado sem volta-atrás
no amor isso nunca se faz
impede um futuro distante
que uma verdade pode dar
temos de se verdadeiros
transmitindo confiança
presenteados com aliança
fazendo um ninho seguro 
para os filhos do futuro.
A. F.

0 Comments:

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL