POESIA DE ALEXANDRE FERREIRA

Aluguei esta casinha pequenina sem telhado e sem paredes... toda ela uma janela aberta ao mundo. Cada visitante que aqui vem, ao sair não se esqueça de levar o meu muito obigado, o meu abraço o meu beijo ......O meu C A R I N H O

quinta-feira, maio 06, 2010

AQUECE-ME


Vestes a tua pele com palavras, que;
Ditas; Não entendo. Gritadas; Não escuto
Asseias os olhos Com amor e luz, Que;
Na minha cegueira Olho; Mas não vejo...
Iluminam; Mas a noite em mim! continua
Tanto quero entender, mas estou surdo
Terás de me vestir da mesma linguagem!
Ser guia nessa minha escuridão total
Passa minha mão por cada palavra tua
Deixa que deslize nessa macia pele: Nua
Outrora ofuscado, Acorda-me lentamente
A cada palavra lida! Teu corpo se despe
Com cada sílaba! O meu aquece, e te ama

A.F

1 Comments:

Blogger Anita said...

Fiquei feliz por esse acontecimento!
Que sejam muito e muito felizes :)

Um beijinho*

quinta mai 06, 11:07:00 da manhã WEST  

Enviar um comentário

SE TE AGRADA ALGUM POEMA MEU, ENTÃO DEIXA UM COMENTARIO TEU...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

CITADO POR ISABEL